Blog

As incômodas leis da Termodinâmica

Data de publicação: 03 de set

Categoria: Bits & Bytes de Ciência

Categoria: Blog

De tempos em tempos aparece alguém com idéias de confeccionar uma máquina capaz de funcionar interruptamente e sem necessidade de qualquer forma de energia adicional. Isto é comum mesmo nos dias de hoje porque a ideia de se criar uma maquina moto-contínuo é muito excitante e muitas pessoas já estudaram muito este assunto. O sonho de se construir uma máquina que gere energia mais do que consome é muito antigo. Na ânsia de realizar este sonho muitos exageraram e na história da Ciência encontramos vários casos de máquinas fraudulentas, desde as mais complexas até as mais ingênuas.
O fato é que, caso alguém pudesse construir tal máquina, revolucionaria os alicerces da Física e deixaria em pedaços as incômodas leis da Termodinâmica. Uma delas expressa bem claro que: “Em um sistema isolado, não é possível gerar ou destruir energia, mas apenas transformá-la”. Dessa forma, um sistema apenas transformar uma forma de energia em outra, como em uma hidrelétrica, por exemplo, onde acorre várias transformações de energia: potencial, mecânica, magnética, elétrica, etc…A outra lei diz que:”O calor sempre fui de um corpo mais quente para um mais frio”. Somente desse modo é que o sistema realiza trabalho. Esta segunda lei nos leva a afirmar que, no nosso universo, um sistema isolado sempre evolui de um estado organizado para um mais desorganizado. Isto significa que, uma gota de tinta vermelha se diluindo na água de um copo é tido como normal e de acordo com a lei. O que seria anormal neste caso é a gota de tinta vermelha se agregar na água espontaneamente. Resumindo, para se criar ordem devemos gastar energia, portanto uma máquina nunca criaria ordem sem consumi-la.
Estas incômodas duas leis da Termodinâmica atrapalhou muitos sonhos daqueles que pensavam, e que ainda pensam, em criar uma máquina perpétua. Confesso que estas leis são muito úteis para contestar essas idéias que na teoria parecem perfeitas, mas quando postas em praticas apresentam um fiasco total. No entanto, como neste mundo a verdade é algo incompleto, e tudo é passível de contestação, principalmente em Ciência, existem alguns físicos que, com base em uma teoria, ou experimentação imaginativa, do grande cientista do século 19 James Clerk Maxwell procuram sistemas que contradizem as incomodas leis da Termodinâmica. Utilizando conceitos da mecânica quântica eles procuram aplicar um campo magnético em átomos, de modo que estes gerem vibrações que liberam mais energia do que a usada para causá-las.Talvez, com estas novas experiências no nosso universo, só que agora no mundo infinitamente pequeno o homem consiga um dia driblar as incomodas leis da Termodinâmica.